Os valores mais estimados no golfe são a honestidade e a cortesia.  A integridade do jogador é tudo.

HONESTIDADE
O golfe é o único esporte no mundo em que o jogador penaliza a si mesmo.  Nos clubes, é obrigatório apresentar o cartão marcado depois de usar o campo, para acompanhamento e recálculo do handicap.  Quanto mais ele evolui na sua habilidade, menos tacadas ele dá, o que significa que sua limitação ou “deficiência” no jogo está diminuindo.  Ao constatar isso, o clube (e a confederação) diminuem o handicap do jogador, aumentando o desafio. Se o jogador jogou sozinho, ele mesmo marcará o próprio cartão.  Se ele marcar menos tacadas do que realmente deu, com o tempo o handicap vai acabar sendo baixado, o que, além de tornar seu jogo mais difícil porque a sua habilidade não evoluiu de fato, coloca-o em condição desigual nas competições. Além disso, prejudica o preparo mental para o jogo, já que o golfe trata de autosuperação.  Por isso, trapacear na marcação do cartão é enganar a si mesmo; a trapaça de fato não trás ganho.  As regras do jogo fazem parte do desafio, então se forem quebradas, o jogo perde o sentido e o jogador não alcança o objetivo.  Em muitos clubes, os jogadores que não mantêm a integridade são evitados pelos outros e chegam a ser banidos, porque sua atitude põe em risco a própria essência deste esporte.  Em torneios, transgredir esta regra consiste em desclassificação, suspensão e outras punições severas.

CORTESIA
O golfe tem como um de seus principais valores, o verdadeiro espírito esportivo.  Um golfista experiente não se recusa a jogar com um iniciante no dia-a-dia. Um golfista não desafia um iniciante jogando de igual para igual; ele se dispõe a jogar em uma modalidade que dê ao iniciante condições iguais de jogo, como forma de encorajamento.  Golfistas não riem dos iniciantes em tom de pouco caso e não fazem comentários pejorativos pela frente nem pelas costas. Um golfista não torce contra o outro, não critica jogadas mal feitas e não ofende o outro.  O golfista ajuda o seu parceiro de jogo, procurando a bola perdida junto, dando palavras de encorajamento, alcançando um taco, assistindo à bandeira, etc.  O golfista dá a vez a um outro golfista quando este o alcança por estar jogando mais rápido.  O golfista cuida do campo, reparando os danos que faz ao gramado, jogando lixo sempre na lixeira, não passando com o buggy sobre o green, e não dirigindo o cart sobre o gramado quando o campo está molhado.  O golfista faz silêncio quando o outro está se preparando para dar sua tacada.  Quando sua bola foi mais longe, ele caminha até a altura da bola do outro jogador e espera que ele a jogue, antes de seguir adiante para jogar a sua, evitando deixar o outro jogador para trás e evitando estar em sua linha de visão ou de alcance para não atrapalhá-lo nem por-se em risco.  O golfista grita “bola” quando percebe que sua bola está indo na direção de alguém. Golfistas dão-se as mãos e agradecem uns aos outros pela companhia no final de um jogo.  Golfistas são jogadores sérios, que cumprem as regras e entendem que as mesmas servem para manter a essência do jogo e o bem-estar de todos.

EQUIDADE
O golfe tem também uma peculiaridade muito especial, que é a existência de sistemas de escore e modalidades que põem jogadores de diferentes níveis em condição de igualdade durante o jogo.  É uma forma de cortesia, de respeito, e de justiça.  Por exemplo, a existência do handicap e o desconto do mesmo no resultado final, além de dar ao jogador menos experiente condições de igualdade numa competição, facilita verificar que, muitas vezes, esse jogador foi quase tão bem quanto o mais experiente, dentro das suas limitações. Ou seja, premia a superação.

FOCO
O golfe é um jogo de coordenação entre visão e mecânica corporal.  Trabalha a arquitetura do movimento liderada pelo foco.  É excelente para desenvolver a objetividade, a iniciativa, a concentração, a persistência e a capacidade de enfrentar desafios.

SAÚDE
Jogar em um campo de 18 buracos é caminhar de 4 a 6 km. O movimento da tacada trabalha uma grande parte da musculatura em todo o corpo, e demanda elasticidade.  Além de trabalhar a resistência, faz bem aos pulmões e ao coração, por ser jogado ao ar livre em meio à natureza, descansar a mente e acalmar o espírito, e propiciar uma socialização saudável.  Por isso é um esporte muito indicado para pessoas sedentárias e para pessoas cujas funções envolvem muito estresse ou muitas tomadas de decisão.  É indicado para todas as idades, inclusive crianças e idosos.  Para as crianças oferece um benefício extra: ajuda na formação do caráter.