Campo

BOUNDS
É a área que está dentro dos limites do percurso.  Quando a bola sai da demarcação do percurso do jogo, diz-se que ela está “out of bounds”.  A delimitação é marcada por estacas brancas.

BUNKER
Poça de areia colocada ao longo do percurso e ou na área em torno do “green”, com o propósito de dificultar o jogo.  Quando a bola cai no “bunker”, é permitido jogá-la, mas tem que ser tacada sem encostar o taco na areia antes da tacada.  É uma tacada difícil, e exige habilidade e precisão, porque ao mesmo tempo em que exige firmeza, exige também delicadeza e acertividade quando está próxima ao green, para não correr o risco de a bola ir para longe demais e dificultar o jogo mais ainda.

CAMPO DE GOLFE
Área a céu aberto, com clareiras naturais ou produzidas, cada qual com um ponto de partida (tee box), um percurso (fairway) e um buraco (hole), que servem para o jogador tacar a bola seguindo critérios e desafios até o objetivo, que é colocá-la no buraco com o mínimo possível de tacadas. Os campos que existem no mundo têm diferentes níveis de dificuldade, conforme a quantidade e posição dos obstáculos em cada percurso (árvores, lagos, poças de areia, colinas, ondulações, etc).  Entre os mais fáceis, está o campo do tipo “links”, que não possui árvores, e os percursos são geralmente interconectados, podendo haver “tee boxes” que servem mais de um buraco, e “greens” que servem mais de uma “tee box”.  Oficialmente, o campo deve ter 18 buracos com seus respectivos tee boxes e fairways, mas alguns campos têm 9 buracos, e há também os de 27 buracos.  O número 18 como oficial, vem de um outro ícone escocês, o uísque.  O tamanho tradicional da garrafa de uísque contém 18 doses.  Quando se quer mais uma dose, pede-se por mais um “round”.

DIVOT
Dano causado pela tacada quando cava o solo retirando grama, e o causado pela bola ao aterriçar, formando uma indentação.  As tacadas e as atividades da natureza causam muitos danos ao campo, cujo custo de manutenção é muito alto.  Por essa razão, os clubes chegam a impor aos jogadores que façam o reparo dos divots como uma das regras de uso do campo.

FLAGSTICK ou BANDEIRA
É uma haste reta com uma flâmula, que serve para mostrar a posição do buraco.  Quando a flâmula é vermelha, significa que o buraco está no meio do “green”;  quando é azul, significa que está mais para trás no “green”; e quando é amarela, significa que o buraco está na parte da frente.  Assim, o jogador consegue calcular melhor a sua jogada, quando está longe do green, mas perto o suficiente para arriscar uma tacada que coloque a bola no green.  Quanto mais perto a bola chegar da bandeira, maiores as chances do jogador precisar de uma única tocada para fazê-la rolar até o buraco.

FAIRWAY
É o percurso do “tee box” (onde se dá a primeira tacada para cada buraco) até o buraco (alvo final da bola).  Trata-se da parte cortada da grama ao longo do percurso, desenhando um caminho até o buraco.  Foi inspirado nas trilhas feitas pelos coelhos, no seu caminho entre a busca por alimento e o retorno à toca.  Nas laterais do “fairway” a grama é mais alta e pode haver arvoredos e outros tipos de vegetação.  Não há problema se a bola cair nessas áreas, desde que estejam dentro dos “bounds” (limites) do percurso.  É a extensão do “fairway” que determina quantas tacadas são necessárias para um jogador proficiente colocar a bola no buraco.  Para ajudar o jogador a decidir pelo taco certo, ao longo do “fairway” encontram-se estacas que vão marcando a distância até o buraco.  A primeira estaca a partir do “tee box” é azul e significa que faltam 200 jardas até o buraco.  A próxima estaca é branca e significa que faltam 150 jardas.  A última estaca é vermelha, e significa que já só faltam 100 jardas.

GREEN
É toda a área em volta do buraco.  É gramada, e a grama é mantida baixa e alisada com um cortador compressor, para que fique como um tapete onde se possa fazer a bola rolar até o buraco.  Se qualquer parte da bola tocar no “green”, considera-se que ela está no “green”.

HAZARD
É qualquer área dentro dos “bounds”, que possa pôr a bola a perder: valas, lagos, poços, buracos naturais que não façam parte do jogo, etc.  Se a bola cair nas margens ou dentro de um “hazard”, há duas possibilidades para o jogador: arriscar a tacada sem encostar o taco na água ou no solo do hazard antes de tacar a bola; ou [2] pegar a bola e colocá-la próxima ao local onde caiu de modo que fique mais “jogável”, e pagar a penalidade, que consiste em adicionar uma tacada extra ao escore.  A área do “hazard” é delimitada por pequenas estacas vermelhas.

HOLE
É o buraco em cada percurso do campo, onde a bola deve ser colocada.  O buraco é, portanto, o alvo final da bola.

TEE BOX
Ponto de partida de cada percurso (buraco) do campo, preparado especialmente para a primeira tacada.

……………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………

Componentes do jogo

CADDIE
É o carregador da bolsa com os tacos do golfista.  Mais que um carregador, os caddies profissionais fazem reconhecimento de campo nas vésperas dos torneios para estudar as direções do vento, as ondulações e a velocidade do green, as distâncias e layouts dos buracos, a qualidade da grama.  O caddie é considerado um desportista.  Além de sua função implicar em atividade física, seu auxílio profissional faz toda a diferença no jogo do golfista que ele atende, no fluxo do jogo e na manutenção dos valores do golfe.  Muitos caddies se tornam golfistas ou professores, devido ao seu conhecimento do campo e à constante observação dos movimentos, erros e acertos dos jogadores.  A atividade de caddie iniciou no século XVI.  A Rainha Maria da Escócia, introduziu o golfe na França enquanto estudava lá, e usava os “cadets” (cadetes) da força militar para auxiliá-la no jogo.  Daí surgiu o termo e a atividade.  As mulheres começaram a ser aceitas como caddies somente a partir de 1980.

FORECADDIE ou CADDIE AVANÇADO
É a pessoa nomeada pela Comissão Técnica para indicar a posição das bolas durante o jogo.

GOLF APPAREL
É o termo em inglês para “traje de golfe” ou “roupas e calçados de golfe”.

GOLF COURSE
É o termo em inglês para “campo de golfe”.

GOLF GEAR ou GOLF EQUIPMENT
É o termo em inglês para “equipamento de golfe”.

GOLFER ou GOLFISTA
É o jogador de golfe.  Pode ser amador ou profissional.  Golfista profissional é aquele que faz do golfe a sua profissão.  Ele vive do golfe como jogador, participando de campeonatos profissionais por prêmios em dinheiro e patrocínios.  O golfista profissional joga “from scratch”, ou seja, tem handicap zero, o que significa que não tem “deficiência”, “inabilidade” ou “limitações” no jogo (não no físico ou na mente), e por isso também suas tacadas extras não são toleradas; absolutamente todas são computadas.

REFEREE ou JUÍZ ÁRBITRO
É a pessoa nomeada pela Comissão Técnica para acompanhar os jogadores e decidir sobre qual regra aplicar em transgressões, ou em situações excepcionais, não previstas, ou duvidosas, sempre que notar algo ou quando for comunicado da infração.  O juíz não pode levantar a bola do jogador, nem marcar sua posição, nem lidar com a bandeira ou estar próximo do buraco.

……………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………

Jogo

ALBATROSS ou DOUBLE-EAGLE
É como se chama a jogada, quando se consegue colocar a bola no buraco com três tacadas a menos que o Par.  Por exemplo: O Par é 5 e o jogador conseguiu colocar a bola no buraco com apenas 2 tacadas.

BIRDIE
É como se chama a jogada, quando se consegue colocar a bola no buraco com uma tacada a menos que o Par.  Por exemplo: O Par é 5 e o jogador conseguiu colocar a bola no buraco com apenas 4 tacadas.

BOGEY
É como se chama a jogada, quando se coloca a bola no buraco com uma tacada a mais que o Par.  Por exemplo: O Par é 5 e o jogador precisou de 6 tacadas para colocar a bola no buraco.

CONDOR ou DOUBLE-ALBATROSS
É como se chama a jogada, quando se consegue colocar a bola no buraco com quatro tacadas a menos que o Par.  Por exemplo: O Par é 5 e o jogador conseguiu colocar a bola no buraco com apenas 1 tacada.

DOUBLE-BOGEY
É como se chama a jogada, quando se coloca a bola no buraco com duas tacadas a mais que o Par.  Por exemplo: O Par é 5 e o jogador precisou de 7 tacadas para colocar a bola no buraco.

DRIVE
Fazer um “drive” ou “to drive the ball”, é dar a primeira tacada, ou seja, dar direção ao jogo, porque a distância e direção dessa tacada e a maneira como a bola se assentar, são fatores determinantes no jogo.  Uma boa partida ou “good start” pode ajudar a diminuir o número de tacadas.  No “drive”, o taco utilizado é geralmente o “driver”, cuja cabeça e haste são maiores que em todos os outros tacos, aumentando as chances e o poder de impacto e distância.  No entanto, o “drive” pode ser feito com qualquer taco.  É o jogador que decide.

EAGLE
É como se chama a jogada, quando se consegue colocar a bola no buraco com duas tacadas a menos que o Par.  Por exemplo: O Par é 5 e o jogador conseguiu colocar a bola no buraco com apenas 3 tacadas.

HOLE IN ONE
É quando se acerta a bola no buraco com uma só tacada.  Significa que a primeira tacada que o jogador deu no “tee box” fez a bola viajar por todo o trajeto do “fairway” e cair direto no buraco.  Esta proeza vale prêmios especiais nas competições profissionais.  Nas regras do golfe as competições amadores não podem oferecer prêmios em dinheiro; a praxe é o jogador que fez o hole-in-one pagar uma refeição, bebidas, ou dar presentes do clube aos outros jogadores participantes na competição.

LY
É o jeito como a bola está assentada.  Quando se assenta gentilmente sobre a grama, de forma perfeita para uma boa tacada, diz-se que está em “perfect ly”.  Se está assentada de uma forma que não necessariamente perfeita, mas está numa boa área (sem enxarques, obstáculos ou grama alta), diz-se que está em “good ly”, e se está posicionada de uma maneira que dificulta a tacada (embutida entre as folhas da grama alta, enterrada, etc), diz-se que está em “bad ly”.  A área onde a bola está assentada = the area where the ball is lying.

OUT OF BOUNDS
Se a bola de golfe cair dentro de um lago perto do campo, o jogador poderá tirá-la e colocá-la o mais próximo do local onde a bola caiu. Por isso, receberá a penalidade de uma tacada extra. Caso o obstáculo seja uma banca de areia, não há nenhuma penalidade, o jogador tem de jogar dentro desse obstáculo.

PAR
Número de tacadas a dar num determinado buraco, e determinado principalmente pela extensão do mesmo.  Até 240 metros é par 3, de 250 a 440 é par 4 e de 450 a 620 é par 5.  O Par do campo é a soma do Par dos 18 buracos.

QUADRUPLE-BOGEY
É como se chama a jogada, quando se coloca a bola no buraco com quatro tacadas a mais que o Par.  Por exemplo: O Par é 5 e o jogador precisou de 9 tacadas para colocar a bola no buraco.

ROUND
Pode ser uma volta completa no campo, ou cada conjunto de 9 buracos.  É comum ouvir um golfista referir-se aos primeiros 9 buracos de um campo como o “first round” e aos últiimos 9 buracos como o “second round”.  Muitos também chamam de “front nine” e “back nine”, respectivamente.  Todavia, para fins de torneio, entende-se por “round” cada etapa do mesmo.  Cada etapa compreende um dia do torneio, onde se joga os 18 buracos, podendo jogar mais 1 ou 2 quando há necessidade de desempate, que geralmente é resolvido jogando o buraco 18  novamente, na modalidade “Match Play”, quantas vezes for necessário até decidir o jogo.  Então, se o torneio dura 4 dias, como no Masters, cada dia é um “round”.

SWING
É o movimento do jogador para dar a tacada.  O movimento para trás é chamado de “back swing”, e o momento da tacada na bola até completar o arco do “swing” é chamado de “strike through”.

TRIPLE-BOGEY
É como se chama a jogada, quando se coloca a bola no buraco com três tacadas a mais que o Par.  Por exemplo: O Par é 5 e o jogador precisou de 8 tacadas para colocar a bola no buraco.

……………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………

Equipamentos

BUGGIE ou PULL BUGGIE
É o que a maioria dos golfistas usa no dia-a-dia da prática do golfe para não ter que carregar os tacos. É um carrinho de empurrar, feito para acomodar a bolsa de tacos, com mais alguns compartimentos convenientes.  Há golfistas que usam estes “buggies”, outros contratam “caddies”, outros carregam a tira-colo numa “carry-bag” e outros usam um cart, que leva tanto os tacos quanto ele mesmo e mais três golfistas.

CART ou MOTORIZED BUGGIE
É um carro motorizado, leve, desenhado especialmente para as necessidades do golfe, que o golfista utiliza para se locomover ao longo do campo.

CLUB ou TACO
É instrumento que o golfista usa para jogar a bola.  Daí o termo “tacada” em vez de “batida”, “lance” ou “arremesso”.  Existem os chamados “woods” ou “madeiras”, que têm cabeça grande, aumentando as chances de contato com a bola.  Há também os “irons” ou “ferros”, que são mais pesados e cuja cabeça é chata e estreita.  Há ainda os “hibrids” ou “híbridos”, que são uma espécie de intermediário entre “woods” e “irons”, e ultimamente são a febre principalmente das mulheres no golfe, porque têm a leveza dos “woods” e a força de impacto dos “irons”.  Os “woods”, “irons” e “hibrids” vão do 1 ao 9.  A diferença entre os números é basicamente o “loft” (ângulo da cabeça) e a extensão do “shaft” (haste).  O “approach” e os “wedges” são os tacos de maior “loft”, e servem para situações em que a bola deve ser tacada para cima.  O putter é para tacar no “green”, onde a bola deve ser tacada de forma que role até o buraco.  Os mais comuns, são: driver (1-wood), 3-wood, 5-wood, 7-wood, 4-iron, 5-iron, 6-iron, 7-iron, 8-iron, 9-iron, approach, pitching-wedge, sand-wedge e putter.  No entanto, com a invenção dos tacos híbridos, muitos golfistas estão substituindo os “irons” de 4 a 7 por “hibrids” de 4 a 7.

CLUB SET
É o conjunto de tacos.  Considera-se um “club set” completo o conjunto que contenha os seguintes 14 tacos: driver, woods 3, 5 e 7, hibrids do 4 ao 7, irons 8 e 9, approach, pitching-wedge, sand-wedge e putter.  Se o jogador quiser, pode adquirir e usar todos os tipos de tacos.  Se preferir, pode também usar um só taco em todo o jogo.  Pode também escolher o taco que quiser na jogada e área que quiser.  Não há regra que obrigue ou proíba o uso de qualquer que seja o taco em qualquer que seja a área ou jogada.  O “club set” básico ideal para um iniciante, deve conter os seguintes tacos: driver, irons 3, 5, 7 e 9, sand-wedge e putter.

DIVOT REPAIRER
Instrumento que se usa para corrigir as indentações causadas pela bola ao cair no green.  Essas indentações interferem no jogo de forma injusta, porque podem segurar uma bola como se fossem copos.  No golfe, é regra não causar prejuízo ao jogo do oponente ou parceiro.  Além disso, a manutenção de um campo de golfe tem custo muito alto, então, além de regra é também uma questão de consciência, e respeito pelo campo que o jogador tem o privilégio de usar, pois será usado por outros jogadores.  A maioria dos clubes, inclusive, estabele o reparo dos divots como uma das regras de uso do campo.

GOLF BAG
Bolsa para acomodar os tacos de golfe.  A bolsa de golfe possui compartimentos específicos para cada tipo de taco, de modo a evitar a colisão entre os mesmos e consequente danificação.  Existem a “golf bag” tradicional e a “carry-bag” (bolsa a tira-colo) que é mais leve e tem menos compartimentos.  A “carry-bag” é adequada para golfistas que usam menos tacos.

GOLF BALL
A bola que se usa para jogar golfe.  Hoje, com o avanço da tecnologia dos materiais, as bolas são fabricadas considerando o peso e elasticidade dos elementos que a compõem, e a estrutura mais adequada, para que vá mais longe em cada tacada.  Existem “play balls” (bolas de jogo, próprias para o campo) e “practice balls” (bolas próprias para exercitar o “swing” em um espaço pequeno).

GLOVE
É a luva usada pelo jogador.  É calçada na mão oposta à mão dominante, ou seja, os jogadores destros calçam a luva na mão esquerda, e os jogadores canhotos usam a luva na mão direita.  A necessidade da luva é porque, depois de algumas tacadas, o “grip” começa a machucar a mão em virtude do atrito.

GRIP
Parte onde se segura o taco, encapada com material emborrachado.  A espessura da capa ou “grip” deve ser escolhida conforme o tamanho da mão do jogador, pois o “grip” é parcialmente responsável pela firmeza na tacada e estabilidade do arco do “swing”.

MARKER
É o objeto que se usa para marcar a posição da bola antes de levantá-la do local onde está.  Por exemplo, no “green”, quando a bola de um jogador está na linha de jogo da bola de outro, o primeiro jogador põe seu marcador no chão atrás da sua bola e retira-a para liberar a área.  Se uma bola acerta outra, há cobrança de penalidade.

TEE
É o pino que pode ser usado sob a bola apenas na tacada inicial ou em condições extraordinárias de jogo (tee up).